Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

domingo, 6 de dezembro de 2015

Chinkon Kinshin no Ho

O método Chinkon Kinshin é considerado um Misogi, que é uma prática xintoista purificação baseado no poder universal do Ki em movimento; que foi incorporada em algumas artes marciais. Esta técnica era muito difundida pelo monge Kawatsura Bonji que foi visitado algumas vezes por Morihei Ueshiba O'Sensei; além de ser comum na Omoto Kyo. O significado de Chinkon seria auietar e acalmar o espirito, conforme escreveu John Stevens Sensei.

O método de Chinkon Kinshin é composto por várias práticas a saber:

- Furitama: Este é um exercício de vibração e purificação, que era e ainda é praticado nas cachoeiras, como em Iwama, que Ueshiba O'Sensei também inseriu na pratica dos treinos. Pode ser iniciado em seiza,quando no Dojo, se entoando o Norito Sojo; estando de pé, na posição vertical, os pés devem estar alinhados com os ombros, mão juntas ( alguns acham que se deve visualizar uma bola de energia entre o espaço vazio das mãos, que cresce). As mãos, que estão na altura do Hara, começam a ser agitadas, para que o corpo todo vibre, pois, teoricamente, esta energia ativada no Hara, alcançaria a coluna vertebral e se transmitiria pelo corpo inteiro.

- Ame Torifune ou Kogi-Fune-Undo, simula o ato de remar em pé, na maneira oriental de remar nos botes; servindo para educar o Ki a circular pelos canais de energia do corpo Em aikido, ele serve para educar o Ki e circulam por todo o corpo. De pé, quan do olhamos para a direita, avançar o pé direito; quando for para a esquerda, avançar o ppé esquerdo; porem sempre lembrando que o movimento começa à partir do Hara e dos quadris. Geralmente, se utilisa Kototamas, entoados de maneira forte (como Es-Sa Es-Sa); projetando os braços para frente dizer Es, ao recolher dizer Sa. Mestre Ueshiba costuma fazer este exercício, segundo John Stevens Sensei, entoando: I (braços para frente) Ku (recolhendo os braços) Mu (braços para frente) Su (recolhendo os braços) Bi (braços para frente). Em muitos dojos, se pratica pronunciando Ho ao projetar os braços e pronunciando Ei aos recolhê-los.

- Otakebi, também considerado a exclamação da vitória, é praticado ainda de pé, com as mãos nos quadris, exclamando as seguintes invocações por três vezes: Ikutama, Tarutama e Tama-Tama-Tamaru (ou Tama-Tomaru-Tama). Geralmente são seguidos pela invocação de divindades xintoístas. Ueshiba O'Sensei achava que esta invocação, acalmava o ambiente da prática.

- Okorobi, também considerado outro rito de purificação, com a mão esquerda no quadril e a mão direita em Mudra da Lança; fazendo o movimento de corte. Pode ser considerado como uma prática para harmonizar o ambiente.

- Ibuki Kokyu no Ho, que é a respiração profunda do corpo. Com os pés afastados na largura dos ombro, com as mãos ao longo do corpo, para baixo na postura de Chi no Kokyu (ou respiração da terra), ao mãos vão se dirigindo para a linha mediana do corpo, enquanto inspiramos, até tomar a posição de Gashô entre o Naka no Tandem e o laringe. Continuando lentamente elevando as mão, até ficarem unidas acima da cabeça em Ten no Kokyu (respiração do céu). Então, lentamente, comece a abaixar as mãos e expirar devagar, até retornar a postura inicial de Chi no Kokyu.

Boa Prática.

Oss.



Baseado em artigos de John Stevens Sensei, sobre Kawatsura Bonji, Hikitsuchi Sensei e Ueshiba O'Sensei.

4 comentários:

  1. Buenas noches Ricardo,
    Muchas gracias por compartir el método chinkon, con algunos maestros lo solíamos hacer en el curso durante la 2da sesión después del almuerzo, y el furitama o torifune también lo practicamos al principio de la clase con otros maestros durante el calentamiento,
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola, Carina,
      Es verdad, muchas veces solo hacen el Torifune, sin explicación del significado.
      Muchas gracias por tu comentario y excelente semana para ti.
      Abrazo.

      Excluir
  2. Muchas gracias por describir el significado y mecánica de éste ritual de purificación Ricardo. Siempre es bueno aprender un poco más de aquello que practicamos.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Es verdad, Guillermo,poco a poco tenemos una toma de conciencia de aquello que practicamos, es esta nuestra finalidad.
      Muchas gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails