Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sábado, 24 de outubro de 2015

Hikitsuchi Sensei e Ueshiba O'Sensei - Parte 2

Quando O'Sensei, ia visitar Shingu, ficava sempre junto de Michio Hikitsuchi, conversando sobre as divindades, sobre s livros da Tradição; o que seria o tema do inicio de todas as aulas; sempre usando uma linguagem derivada do Xintoísmo antigo, expressa no dialeto da região da antiga Kishu, atual Wakayama.

Um aspecto desta região, é que no passado, as três grandes montanhas que têm o nome de Kumano Sanzan, tem uma lenda que essas montanhas foram a morada de três deuses e há três grandes santuários: o Kumano Hongu Taisha, o Kumano no Nachi e o Hayatama Jinja em Shingu; sendo que nos três santuários se reverencia Susani no kami ouTakebayashi, o irmão de Amatersu Omikami.

Ueshiba O'Sensei, considerava de gande impotância o estudo dos nomes das divindades, pois eram recitados por ele em todas as suas invocações, o que resultou na prática do Kototama, já que o nome de cada kami teria uma grande ressonância no ambiente em que era entoado. O Fundador afirmava praticar o Kototama era praticar Aikido, já que os sons entoados do Kototama, atuariam sobre o corpo, ativando o fluxo energético.

O'Sensei gostava muito de região do Dojo de Hikitsuchi Sensei, pois embora nascido em Tanabe, tem um fato que liga seu nascimento à Kumano: seus pais, só tinham tido três filhas meninas, e era um grande desejo da familia ter um filho hoomem. Foi então, que o senhor Yoroku Ueshiba fez uma peregrinação ao Grande Santuário Kumano Hongu e ficou orando por 21 dias. Logo após este fato, a senhora Ueshiba deu a luz aofilho homem, em 14 de dezembro de 1883.

Quando no Dojo de Shingu, o Fundador falava com seu discipulo Michio: "Eu sou a criança enviada pelo kami de Kumano"; ou ainda: "Aikido é a manifestação do Sopro Divino das divindades de Kumano"

O Fundador visitava Shingu toda vez que a oportunidade surgia, sempre instruindo e guiando Michio Hikitsuchi, tanto no Kumano Juku Dojo como na sua espiritualidade; em troca este se dedicou de coração a Ueshiba Sensei, levando-o a orar centenas de vezes no Grande Santuário Kumano Hongu.

É relatado, por Mestre Hikitsugi, que O'Sensei ira na cascata próxima do Santuário de Kumano no Nachi, para ficar contemplando e para rituais de Misogi.

Em janeiro de 1969, três meses antes de sua morte, Mestre Ueshiba faz sua ultima visita ao Dojo de Shingu, quando interrompe uma aula, e diz a Hikitsuchi Sensei, em frente aos praticantes, segundo é dito em vários artigos:

"Eu te dei tudo Michio San. Hoje eu lhe dou o 10º dan." O Fundador disse que a partir daquele instante, Hikitsuchi Sensei devia apresentar-se como quem recebeu diretamente o Décimo Dan do Mestre Ueshiba.

Hikitsuchi-Sensei, após a morte de Morihei Ueshiba, considerou que sua missão era levar a palavra do Fundador ao mundo; foi por isso que ele foi para a França em 1984. Suas aulas e seminários, eram muito claros graças às suas explicações, apresentando as técnicas simples com uma energia bastante surpreendente e uma alta precisão. Demonstrava os princípios do Fundador, fazendo questão de recitar as orações todas as manhãs antes da aula começar, diante da foto do Fundador, e parecia purificar o lugar da prática,com tais exercícios como Shinkon Kishin no Ho , que dizia que método era para acalmar a alma e voltarnos para Deus; o que era muito conhecido de quem prativava Aikido, em parte, com exercícios de Torifune e Furotama.

Mestre Michio Hikitsuchi, faleceu em 02 de fevereiro de 2004, ficando como instrutor chefe do Kumano Juku Dojo participando das aulas, até o final dos seus dias. Sempre fez questão de manter viva as palavras do Fundador de "ensinar aikido era certamente à sua maneira uma forma de aliviar o sofrimento das pessoas, pois o Aikido foi criado para o mundo inteiro se tornar uma grande família e isto é certo que, se essa utopia penetrar no coração dos seres humanos."

Termino com um ensinamento de Mestre Hikitsuchi:

" O Verdadeiro Aikido acontece em um instante, no instante em que ele pensa em me atacar, ele é levado para um lugar aonde ele próprio é atingido.Isso nunca acontece se ele me agarra primeiro, após isto é que eu começo a descobrir o que fazer. No momento em que ele pensa para me atacar, a questão é decidida".

Boa Prática.

Oss.

Baseado em artigos sobre Mestre Michio Hikitsuchi e entrevistas do Mestre

4 comentários:

  1. Buenos días Ricardo,
    Muchas gracias por compartir otra parte de la historia del Fundador y su alumno Michio Hikitsuchi y la espiritualidad de ambos,
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buenos Días, Carina,
      Muchas gracias por tu comentario, excelente sábado para ti.
      Abrazo.

      Excluir
  2. Muchas gracias por ésta segunda entrega Ricardo; me ha encantado que la pr´ctica del Akido es para aliviar el sufrimiento humano, en cierta forma y desde mi punto de vista, es my cierto.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Es verdad, Guillermo, Maestro Hikitsuchi nos brinda con toda la sabiduría y la belleza de las enseñanzas de Ueshiba O'Sensei.
      Muchas gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails