Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

A Voz do Universo - Okuyama Sensei

Como podemos lembrar, Tadao Okuyama Sensei, foi um dos alunos mais proeminentes de Funakoshi O’Sensei e de seu filho Yoshitaka; que ingressou na Omoto Kyo, recebendo seus ensinamentos diretamente de Mestre Deguchi e Inoue Sensei. Chegou a ser guardas-costas de Deguchi Shihan,e retornando ao Dojo de Waseda, continua praticando sua prática com Inoue Sensei; sendo que Kawanabe Sensei designa ambos como seus Mestres (além de Funakoshi O’Sensei e Egami Sensei).

Este artigo sobre os Kototamas, está num texto relacionado à Okuyama Sensei, em japonês, o que nos leva a uma tradução mais apurada, já que alguns termos são muito próprios. Interessante lembrar, que tanto Inoue Sensei como Okuyama Sensei, depois de uma certa época, só lecionavam em seminários internos da Omoto Kyo ( Stanley Pranin Sensei nos conta este fato relacionado a Inoue Doshu).

Mestre Kawanabe, recebia em seu Dojo, a visita de Okuyama Sensei uma vez por ano, para treinarem, até o falecimento deste último.

Segundo o texto, Tadao Sensei escreve que todas as coisas foram criadas pelo Poder da Criação Universal, expresso pelos sons “Su-U-A-O-E-I”, de onde derivaram os Kototamas (ou Kotodamas ), literalmente palavra-espirito.

Se o praticante for capaz de aprender a função de cada Kotodama, acaba por incorporá-los na sua prática marcial; com o tempo, se desenvolve uma característica, que se assemelha à um navegador conduzindo nosso corpo humano.

Existem cerca de 50 Kototamas em nossa linguagem, sendo que existe uma forma de respirar diferente em cada um deles. Era dito por Okuyama Sensei que seria “ o poder original que onde derivam todas as coisas”. É dito que a prática com essas palavras provém desde os tempos antigos, tendo-se dito, através dos ensinamentos dos mais antigos, que há uma grande quantidade de força de impacto sobre todas as coisas.

O treinamento se focaria em respirar, como respirar, a força empregada na respiração, o propósito da respiração, assim atuando simultâneamente na unificação de mente-corpo, conforme Kawanabe Sensei cita em seus artigos e me mostrou na pagina de Kototamas que tem em seu Dojo.

A técnica é composta de uma dinâmica harmoniosa para o corpo a atuar numa movimentação com um desenho em "espiral" ( como nos ensinava Ueshiba O’Sensei).

Nesta prática, o Hara tem fundamental importância, como o ponto inicial para levar o Ki a ascender pela coluna até o tronco cerebral, refazendo a ligação com o divino.

Dentro desta visão, as Artes Marciais não são visam a luta e destruição, que sua prática através de uma filosofia que visa o desenvolvimento da espiritualidade, tem como finalidade criar a harmonia entre todas pessoas do mundo, levando a Paz Permanente. O esquecimento, por parte da humanidade, de que somos oriundos de uma única fonte, da força que tem o propósito de criar, é que levaria este mundo à turbulência.

Com esta prática, poderiamos conhecer o funcionamento natural do Universo, esta é também a prática de Harmonia que se integra com todas as coisas (como nos ensinava Inoue Sensei).

Kawanabe Sensei demonstra estes ensinamentos em sua Arte, Hachiriki, tanto o estudo dos Kototamas, da prática da respiração, bem como a movimentação do Hara e do corpo.

Termino com esta frase de Enami K. Sensei: “O Ki é a plenitude da Existência”.

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em entrevistas de Stanley Pranin Sensei, de Ueshiba O’Sensei, de Inoue Doshu, de Kawanabe Sensei, de Harada Sensei e de Kase Sensei; assim como textos sobre a prática do Kototama,

4 comentários:

  1. Buenos días Ricardo,
    Muy interesante tu artículo sobre la respiración, es cierto es fundamental hacerla de forma correcta, muchas gracias
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola, Carina,
      Es verdad, son muy interesantes los estudios y enseñanzas de Okuyama Sensei y Kawanabe Sensei; son muchos detalles y aspectos para aprender.
      Muchas gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir
  2. Muy interesante la información que compartes en este post Ricardo. Yo no conozco mucho sobre Kotodamas, intentaré informarme sobre el asunto.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola, Guillermo,
      Kototama ocupa un papel destacado en las enseñanzas de Ueshiba Sensei; Inoue Sensei; de Okuyama Sensei y Kawanabe Sensei. Gleason Sensei siempre habla de esto en sus seminarios, que aprendió directamente con el Fundador.
      Muchas gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails