Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

A Casa do Clã Samurai Nomura


Partilho com vocês uma das belezas do Japão, numa das cidades que podemos vislumbrar traços do passado feudal, convivendo com o moderno em perfeita harmonia. Em Kanazawa, cidade situada entre Kyoto e Takayama, a capital da província de Ishikawa conseguiu preservar parte da atmosfera de sua longa e rica história, que em 1583, Daimyo Maeda Toshiie, tomou o castelo de Kanazawa e fundou um período de paze prosperidade para o Clã Kaga, que durou séculos. Daimyo Maeda era seguidor de Toyotomi Hideyoshi, o senhor da guerra que foi finalmente capaz de unificar politicamente Japão sob seu governo; fazendo com que Kanazawa permaneceria no centro de um domínio feudal abençoado com uma prosperidade duradoura.

Nomura Denbei Nobusada era um dos vassalos se mais alto posto, sendo presenteado com um feudo de um mil Koku, que mais tarde chegou a 12 mil Koku, graças ao Daimyo Maeda.

Com a queda do regime feudal, muitas casas de Samurais foram destruídas: uma vendidas, outras viraram terreno de agricultura, etc.



O distrito Nagamachi recorda as grandiosas residências dos Samura, cedidas aos seus vassalos pelas gerações dos Maeda, lugares que uma vez cobriram vastas áreas da cidade. Podemos retornar no tempo, quando caminhamos pelas ruas de pedra, movendo-se entre as paredes de terra ocre de barro, aonde encontramos propriedades muito elegantes.
Podemos ver que a atmosfera de Kanazawa dos tempos feudais ainda permanece nesta área onde as casas antigas foram às ruas que pertenceram a Kaga Clã Samurais. A forma de T e becos em forma de L são características peculiares desta cidade feudal, e as portas de lama e portas das casas continuam como há 400 anos; as casas com janelas chamadas de “estilo samurai”, e as paredes de barro sob os telhados de madeira. O esteiras de palha "Komo" que protegem as paredes de barro de neve dá a verdadeira sensação de inverno em Kanazawa. Dentro da casa, encontramos um pequeno museu, o Ashigaru Shiryokan, que era uma casa que pertencia a um bushi do Clã Kaga.

O jardim da Casa tem árvores de mais de 400 anos de idade, bem como várias lanternas, que compõem a belíssima paisagem; que pode ser vista das salas da residência. Apenas o portão antigo e as paredes que cercam a propriedade, estão da maneira que eram. 




O Jyodan-no-ma, é uma sala de pintura com um bosque de ciprestes japoneses típicos, um local muito bonito de ficar contemplando, para esvaziarmos a mente. Dentro da sala, cada delicado papel de parede, possui uma grande paisagem de Sasaki Senkei, sendo altamente conceituado na Kano School. Devemos prestar atenção a uma porta em especial, que possui a gravura das tartarugas, chamada de Yuki no zu, um dos mais belos trabalhos feitos no Japão.



Depois de visitar o Museu, o Jardim e os cômodos, você pode se deliciar na típica casa de Chá ao lado, tomando um chá verde, contemplando o maravilhoso jardim, uma vez mais.

Compartilho com vocês algumas imagens deste belo local.

Oss.












4 comentários:

  1. Muchas gracias Ricardo, por compartir las fotos de este bello e histórico lugar de Kanazawa, sobre todo me gusta la priomera foto con los Koi o carpa, el jardín y Garden House, un abrazo y buen fin de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola, Carina,
      Es muy bonito veer las carpas, el jardin es bellíssimo.
      Muchas gracias por tu comentário y tengas un excelente fin de.
      Abrazo.

      Excluir
  2. Si no fuera por la bicicleta que aparece en una de las fotografías, se podría pensar que tienes una máquina del tiempo y te has marchado al pasado. Parece un lugar maravilloso para visitar, aunque Laura tendría algunos problemillas ya que es alérgica al ciprés japonés :-(. Muchas gracias por compartir las fotos y la descripción Ricardo.

    Un abrazo y buen fin de a tod@s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola, Guillermo,
      Las calles de esta región de Kanazawa son muy bonitas y tranquilas; creo que les gustaria mucho a vosotros caminar por allí. Cuanto a reación a los cipres, se puede quedar en el salón de Té, y observar por la gran ventana de vidrio, la cual protege a los indivíduos de los polenes ( piensan en todo). Este salón de Té es muy agradable.
      Muchas gracias por tu comentário. Un excelente fin de para ti y Laura.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails