Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Tsuki – Poema do Imperador Meiji























No Japão, a lua (Tsuki), principalmente a do outono, é considerada a mais bela de todas as estações do ano, sendo chamada de Chushu no Meigetsu , devido a época em que ela aparecem ela é denominada de Lua da Colheita. A noite de sua comemoração, na lua cheia, é chamada de Jugoya. Quanto ao costume de contemplar o seu brilho, oferecer bolinhos de arroz e presentear aos outros, é denominado Tsukimi.

O espírito e mente japoneses são naturalmente repletos de poesias, e entre os poemas do Imperador Meiji, o primeiro é dedicado a Lua. Este estilo de poesia japonesa, Waka é o termo genérico para um poema curto que cumprir determinadas regras relativas ao número de versos e do número de sílabas por verso. Waka compreende, entre outros, o gênero Tanka ou Canção Breve, cujos versos correspondem a 31 sílabas subdivididas em duas partes: Kaminoku ou primeira metade, constituída dos três primeiros versos por cinco a sete e cinco sílabas; e Shimonoku ou última metade, composta de 2 versos de sete sílabas, cada.

Uma das versões para o Ocidente, do primeiro poema do Imperador Meiji,é:

“A Lua de uma noite de outono

Repousa tranquila como sempre,

Tudo não se modifica há tempos,

Mas muitas pessoas já passaram deste mundo”

No orginal o texto é :

“Aki no yo no


Tsuki wa mukashi ni


Kawaranedo


Yoni naki hito no


Ooku narinuru”

Cujo sentido, respeitando a tradução aproximada, seria:

“Numa noite de outono,

A Lua é como há muito tempo,

Tudo sereno sem mudanças,

As pessoas que perecem neste mundo,

Aumentam.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado nos livros e estudos sobre os poemas do Imperador Meiji.

2 comentários:

  1. Buenos días Ricardo,
    Bonita explicación sobre los waka y el poema de la luna es hermoso al igual que la foto, muchas gracias por compartirlos
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buen Día, Carina,
      Realmente. como tú has dicho, es muy bello esto Tanka. Este es el primero de los 125 poemas recomendados por varios Maestros, como Usui Sensei, de los escritos por el emperador Meiji. La fotografía es de esta última escalada, la luna creciente vista desde de la cumbre de la montaña.
      Gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails