Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A Consciência e A Prática

























Gleason Sensei escreveu um artigo em que falava sobre a etiqueta no Dojo, aonde seria o ínicio da transição do mundo exterior para o interior, para o despertar da consciência, que começa pela reverência.

A reverência sincera ao Shomen, Mestres e companheiros, demonstra nossa humildade; conforme nos ensinava Inoue Doshu; que ainda aconselhava a prática da oração interior.

Bater as palmas da mãos simboliza a unidade das forças dinâmicas da Natureza (Yin e Yang). O ato de juntar as mãos é conhecido como Musubi ou Gassho; representa a unificação do Yin com o Yang, formando o Tao (Do) e, ao mesmo tempo, nossa Gratidão

 Segundo Ueshiba O-Sensei, todo movimento no Dojo é uma oração, uma maneira de unir a própria vontade com a vontade universal.

Yamaguchi Sensei ensinava nos seminários para os alunos mais avançados:

“A verdadeira dificuldade do Aikidô, na realidade, é a necessidade de conservar sempre a Mente de Iniciante (Shoshin). A mera repetição daquilo que aprendeu não garante, de maneira nenhuma, o progresso. Os Antigos Mestres disseram que a pessoa deve treinar a si mesma através da repetição contínua e essa repetição não pode ser mecânica.

Devemos extirpar tanto os maus hábitos assim como os bons (…), estejam eles na técnica, na vida diária ou nas atitudes. Geralmente os maus hábitos são facilmente reconhecidos por todos. Quantos aos bons, é quando achamos que não precisamos de conselhos, criticas e correções, as quais devemos receber com modéstia e despretensão.

Permanecer firme e forte, sem nenhuma insensibilidade ou inflexibilidade; ter um estado de total aceitação e mesmo assim, não perder a consciência de sua própria existência.”

Termino com as palavras de Ueshiba O-Sensei:

“Ao praticar com alguém que tenha realizado o principio do Aikido (Takemusubi Aiki) dentro do seu ser, todos os maus sentimentos e dúvidas são removidos e você obtém uma maior compreensão de si mesmo.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em artigos de willian Gleason Sensei e entrevistas de Yamaguchi Sensei.

2 comentários:

  1. Buenos días Ricardo,
    Una hermosa descripción de una clase bien aprovechada, gracias por compartirla.
    Un abrazo y buen finde

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buen Día, Amiga Carina,
      Muchas Gracias y un excelente Finde para ti también.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails