Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sábado, 1 de setembro de 2012

Meditação e Estresse



















Na atualidade, o que mais se procura é evitar o stress; o ser humano não observa que a origem vem da mente, se enveredando em buscas que só levam ao stress, ansiedade e esgotamento.

Thich Nhât Hanh nos alerta que quando perseguimos o que define como “objetos do desejo” (dinheiro, fama, poder, etc.), ingressamos numa jornada completamente oposto à da autêntica felicidade; criamos mais sofrimento resultando em frustração e aumento da ansiedade.

Através da meditação e respiração, podemos começar a praticar a atenção e o foco no momento presente, a não-mente. Podemos obter através do Zazen, de meditações ativas ou da prática marcial quando praticamos com a mente vazia; centrados nos Tanden, na respiração e permitindo o movimento espontâneo.

Com isto, nosso organismo começa a tingir um estado de Harmonia e Integração; consequentemente o stress, a ansiedade, a insônia e outros distúrbios diminuem gradualmente.

Osho, em seus textos, nos apresenta explicações muito claras e didáticas sobre a utilização de meditações ativas e passivas:

“Não continue a pensar. Parta de algum ponto... comece a experimentar. Então você terá uma sensação direta do que é pensar e do que é testemunhar.

Então virá a saber que não pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo, como não se pode correr e se sentar simultaneamente. Se você corre, então, não pode  sentar, então, não está sentado. E se estiver sentado, não poderá estar correndo.

Mas sentar-se não é uma função das pernas; correr é uma função das pernas. Quando as pernas estão funcionando, então você não está sentado. Sentar é uma não-função das pernas; correr é a função.

O mesmo ocorre com a mente: pensar é uma função da mente; testemunhar é uma não-função da mente. Quando a mente não está funcionando, você tem o testemunhar, então você tem a consciência.. (...)

Tudo o que a mente pode fazer não é meditação, pois a meditação está além da mente e não pode ser penetrada por ela. Onde a mente acaba, a meditação começa. (...)

A meditação é um remédio, o único remédio. Por isso, esqueça seus problemas e entre em meditação."

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em textos de Thich Nhât Hanh e Osho sobre a atuação da mente e da meditação.

4 comentários:

  1. Me gustan mucho los pensamientos de Thich Nhat Hanh, claro que los valores materiales o fama y poder no dan felicidad, simplemente abren el deseo de más. Disfrutar de cada momento fijándose en los pequeños detalles es lo hace a uno feliz. Muchas gracias por compartir esta reflexión Ricardo,
    Feliz domingo y un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buen Día, Carina,
      Gracias por tu participación
      Realmente es muy interesante observar que en nuestras prácticas marciales ya
      fueron consideradas como meditación activa. Los autores consideran el Aikido como el Zen en movimiento. Lo mismo ocurre en shin'ei Taido, Sogobudo, Shintaido, Kitaido, etc ..: mente vacía, el flujo de ki, el movimiento espontáneo, kokyu y centramento, lo que lleva a la Conciencia.
      Excelente domingo para ti.
      Abrazo

      Excluir
  2. Adorei essas postagens, queria mais dicas, pois procuro encontrar o ponto de equilíbrio, onde quero organizar minha mente, excluindo os pensamentos negativos e deixar apenas os pensamentos puros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo, Daniel.
      Geralmente praticamos a meditação em Zazen, sentado, embora existam outros tipos de meditação. A meditação é uma prática constante, que devemos praticá-la com o que chamamos mente de principiante, a cada meditação é como se fosse a primeira vez, sem expectativas; passando a observar os pensamentos. Com o tempo, passamos a ser observação, a mente cada vez mais harmonizada.
      Recomendo a você ler os seguintes posts: sobre a técnica (http://www.shineitaido.blogspot.com.br/2011/03/tecnica-de-esvaziar-mente-medite.html)
      sobre a mente de iniciante (http://shineitaido.blogspot.com.br/2012/08/a-meditacao-e-vacuidade.html) e sobre meditação em si (http://shineitaido.blogspot.com.br/2010/09/meditacao.html). Recomendo ler, também os artigos sobre meditação no Blog Ventos de Paz, cujo link está na nesta pagina na barra lateral.
      Muito grato pelo seu comentário e boa prática.
      Abraço.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails