Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

domingo, 13 de maio de 2012

A Pratica e o Do por Kakuan Sensei





















Mestre Kakuan (Kuo-an Shih-yuan, Kuòān Shīyuǎou Guo-an Shi-yuan), 
monge que viveu no século 12, foi autor de diversos textos, inclusive a obra conhecida como os Dez Touros.  

Certa feita, ele demonstrou que a fixação na busca da perfeição, que a prática que não cessa,  obscurece a mente e impede a maestria:

“Mente limpa de toda iluminação.

Confusão é substituída por serenidade.

Idéias de santidade são irrelevantes.

Não está iluminado mas não está obscurecido.

Aonde não há dualidade, não há olhos para ver divisão.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em textos Zen.

  

2 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails