Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

domingo, 20 de maio de 2012

Consciência e Emoções


















Os Grandes Mestres nos indicaram a prestar atenção em nossos sentimentos e emoções; pois é algo com que sempre conviveremos.
Fiquemos atentos à raiva, quando ela aparecer; se atentos a este movimento “um milagre pode acontecer”, ensinava Osho.  Não tem como fugir disto, e, quanto mais queremos “jogar fora” estas emoções, mais internalizadas ficam; ele dizia:

“Você terá de conviver com elas. Não pode simplesmente fugir.
Elas são situações nas quais sua vida tem de se integrar e crescer. São desafios da vida. Aceite-as. Elas são bênçãos disfarçadas. Se você fugir delas, se quiser se livrar delas de algum jeito, você criará problema – pois, quando quer fugir delas, você não olha para elas diretamente. (...)

Eu digo a você: não existe nada que seja certo e nada que seja errado. (...)
Eu não digo que a raiva seja errada, eu digo que a raiva é energia – energia pura, uma bela energia. Quando ela irromper, preste atenção e veja um milagre acontecendo. Quando ela irromper, preste atenção e, se fizer isso, ficará surpreso; você terá uma surpresa – a maior da sua vida: descobrirá que, se prestar atenção nela, ela desaparece.

A raiva é transformada. Ela vira energia pura; vira compaixão, vira perdão, vira amor. E você não precisa reprimi-la, por isso não terá de levar consigo esse veneno. E você não ficará com raiva, por isso não ofenderá ninguém.(...)

O que eu estou dizendo é que não é preciso que ninguém sofra. Basta que você preste atenção, fique consciente. A raiva surgirá e será consumida pela consciência”.

Para aqueles que crescem para fora desta visão, existe a oferta, por cada Escola, de uma experiência diferente a cada vez, porque eles têm a sua própria referência e exemplo de seu fundador. Estes exemplos de dignidade pelo esforço de "esquecer nada, mudar nada e não acrescentam nada" é muitas vezes incompreendido; porque, ficar focado requisito em princípios  e técnicas para se “tornar idêntico ao fundador “ acaba sendo contrário aos princípios do fundador da Escola, pois o movimente da mente egóica.  A mente egóica é aquela que copia, que classifica; já a Consciência é silenciosa, é observação.
Termino com a seguinte frase de Ueshiba O-Sensei sobre a Consciência:
“Se existe vida dentro de ti, terás acesso aos segredos dos tempos, pois a verdade do Universo está em cada um e em todos seres humanos”.
Boa Reflexão.
Oss.
Baseado em artigos de Osho sobre Emoções, textos de Koryu e Morihei Ueshiba O-Sensei.

2 comentários:

  1. Gracias Ricardo por compartir las sabías palabras de O Sensei, estoy de acuerdo hay que observarse y aceptarse y transformar lo negativo en positivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias Carina,
      Si, es verdad. El camino se inicia
      en la observación.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails