Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Ego, Self e o Não-Dual

































Este poema de Zhuang Tzu, Distinção entre Ego e Self, traduzido por Thomas Merton, representa bem a influencia Taoista no Zen.

Mestre Zhuang foi um pensador líder representando a estirpe taoísta no pensamento chinês. Usando formulas como parábola, alegoria e paradoxo, ele estabeleceu as primeiras idéias do que viria a ser a Escola Taoísta.

A peça central desta Escola é a crença de que somente através da compreensão do Tao (o Caminho da Natureza) e sendo uno, o homem pode alcançar a verdadeira felicidade e ser verdadeiramente livre, tanto na vida como na morte.

“Tudo o que é limitado pela forma, aparência, cor e som, é chamado de objeto.

Entre todos eles, só o homem é mais do que um objeto.


Embora, como objetos, ele tem forma e aparência,


Ele não é limitado à forma.


Ele é mais.


Ele pode atingir a ausência da forma.


Quando ele está além da forma e aparência, além de "isso" e "que,"

onde está a comparação com outro objeto?


Onde está o conflito?


O que pode ficar em seu caminho?


Ele vai descansar em seu lugar eterno que é não-lugar.


Ele será escondido em seu próprio segredo insondável.


Sua natureza aprofunda sua raiz no Uno.


Sua vitalidade, o seu poder oculto no Tao Secreto.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em textos de Thomas Merton sobre Zhuang Tzu.

2 comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails