Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

terça-feira, 20 de março de 2012

O Zen e A Prática







































Durante nossos treinos, já foi comentado por muitos a dificuldade em aplicar os conceitos do Zen na nossa prática; o que é muito comum no iniciante e em todos que vivemos numa sociedade mental.

Reproduzirei parte da exposição postada por Swami Sambodh Naseeb, muita clara e pertinente a todos os praticantes de Shin’ei Taido e outras Artes Marciais.

“O segundo Caminho é estar total com tudo presente. Quando estiver abraçando, esqueça de você mesmo e deixe apenas o braço existir. Quando estiver caminhando, esqueça de si e deixe o caminhar existir. Quando um pensamento surgir, note que você e o pensamento são UM. Não existe você pensando o pensamento. O pensamento está acontecendo espontaneamente. Tudo está acontecendo espontaneamente. Tanto o esforço quanto o não-esforço. O segundo caminho é notar como isso acontece e permitir isso. Entregar-se para isso. Ser UM com todo pensamento, sentimento e ação que surgem da consciência. Dessa forma o ego entra em colapso.”

Boa prática.

Oss.

Artigo baseado no post “Dois Caminho ao Ser”de dois de julho de 2010, do blog Bio-Zen, de Swami Naseeb Sambodh

2 comentários:

  1. Buenos días Ricardo,
    Cuando paseo procuro sentir con todos los sentidos, ver, oir el canto de los pájaros, lo busco con la mirada, oler el perfume de las flores o el dulzor de la higueras, los pensamientos van y vienen
    Muchas gracias por el bello texto
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buenos Días, Carina,
      Realmente, es muy hermose este texto del Swami Naseeb; mantener siempre la mente en el momento presente (Tada Ima).
      Gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails