Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A Prática por Yagyu Renyasai Sensei














Figura lendária, com muitas citações em publicações (além de um filme sobre o mesmo), Yagyu Renyasai, foi um dos mais ilustres mestres da katana, do já famoso Clã Yagyu, no século XVII; seu pai era Yagyu Toshiyoshi Sensei.

Devemos lembrar, que o avô de Toshiyoshi Sensei, foi o criador do estilo Yagyu Shinkage Ryu, Yagyü Muneyoshi; logo Munemori Sensei, que fundou o Edo Yagyu era irmão de Yagyu Shingiro Toshitaku ( pai de Toshiyoshi Sensei). 


Toshiyaoshi (ou Hyogonosuke) Sensei, funda a Escola Owari Yagyu, criando outro ramo da Yagyu Shinkage Ryu; era tido como mestre famoso e conta-se uma lenda de que foi amigo do lendário Miyamoto Mushashi, que este ultimo havia sido convidado para residir um período no dojo dos Yagyu para estudar a técnica daquela prestigiosa Escola.

O menino nascido em 1625, Yagyu Renyasai, cresce neste ambiente e passa a ser treinado desde cedo pelo pai e seus tios; alguns contam que a vida de Miyamoto Mushashi exerceu certa influencia sobre o rapaz, já que ele nunca se casou para não ter sua atenção desviada do estudo da espada, por qualquer mulher (é o que conta a lenda). Renyasai Sensei só para de treinar e ministrar aulas, com mais de sessenta anos de idade, ingressando na vida monástica budista.

Depois de tantas décadas de prática, Yagyu Renyasai Sensei nos oferta com Os Sete Principios para a Prática do Budo:

1)Permanecer no Centro: seja no ambiente físico, seja no corpo, seja na mente;

2) A Espada Vazia: Mente Vazia, agora não existe nem longe nem perto e o Fluxo se faz: ação e contenção acontecem dentro de sua esfera;

3)Esqueça o Eu e Oponente:não ataque, não deseje ganhar, tal anseio vai de contra o Fluxo, pode haver derrota;

4)Harmonia Hara-Senaka: o corpo é uma única superfície e adquire uma movimentação rítmica, expressando a unidade;

5)Esqueça o corpo: não preste atenção a fadiga ou dores, não queira tomar posturas pré-determinadas o rígidas;

6)Cumprimente o oposto, que a vontade de ataque venha de fora, responda de maneira destemida, audaz e veloz: arrebate o espírito de agressão assim que ele entrar na sua esfera;

7)Praticar Sozinho: seja em pé, em Seiza, acordado ou não, acompanhado ou não. De manhã bem cedo e tarde da noite, utilize os seis princípios anteriores.

Termino com uma frase atribida a Renyasai Sensei, que faleceu em 1694: “Tenha Espírito Imutável: uma mente insensível à condições externas produz mobilidade corporal”.

Boa Prática a todos.

Oss.

Baseados em artigos sobre Budo, Yagyu Shinkage Ryu e Yagyu Renyasai Sensei.

2 comentários:

  1. Buenas tardes Ricardo,
    Muchas gracias por compartir estos principios importantes para tener en cuenta, sobre todo la mente en calma
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buenos Días, Carina,
      Estas enseñanzas son muy buenas, debemos practicarlas en nuestro entrenamiento diario.
      Gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails