Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Consciência e Budo por Takahashi Sensei




Takahashi Deishu Sensei (1835 – 1903), nascido no Clã samurai Yamaoka, com o nome e Masaaki, sendo mais conhecido com o nome de Kenzaburo. 

Segundo filho deste Clã, passa a ser adestrado no manejo da lança, atingindo exímia maestria. Ao casar-se, passa a ser o primogênito da família de sua esposa (tradição comum no Japão Feudal), adotando o nome do Clã Takahashi.

Takahashi Sensei era um dos instrutores marciais do Shogunato que precedeu a era Meiji. Ingressou, como instrutor, na Escola de Arte Militar aos 21 anos; tornou-se mestre aos 25 anos. Após um período, na frente das tropas leais ao Shogun, convence Tokgawa Yoshinobu a obedecer ao Imperador e cessarem os conflitos. 

Com a Restauração Meiji, em 1868, afasta-se da vida pública e se dedica a pinturas (principalmente sobre o Monte Fuji), a caligrafia e a composição de koans e poesias. Era seu cunhado Yamaoka Tesshū, famoso mestre espadachim, samurai fundador da Escola Itto Shoden Muto Ryu.

As obras de Takahashi Deishu Sensei, sempre foram muito apreciadas, fato que acontece até os dias de hoje. Até hoje, é conhecido como um dos Três Shü do período final do Shogunato Tokugawa, juntamente com Yamaoka Tesshū e Katsu Kaishu.

Trago aqui, uma das versões de um poema, onde Takahashi Sensei demonstra a Consciência atingida através da prática do Budo; em conformidade com o que Inoue Sensei ensinava:

“Não Temos um Corpo Divino
Mas a Compaixão concede um Corpo Divino.
Não temos o Poder Divino
Mas a Honestidade concede um Poder Divino.
Não temos a Inteligência Divina
Mas a Sabedoria concede uma Inteligência Divina.
Não podemos realizar Milagres
Mas não criando obstáculos, Milagres são realizados.
Não podemos salvar o mundo
Mas a Bondade nos torna aptos a salvar o mundo.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em artigos sobre Budo, Inoue Sensei e Takahashi Deishu Sensei.


2 comentários:

  1. Hola Ricardo,
    Muy bonito y sabio poema de Takahashi Sensei, muchas gracias por compartirlo
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buenos Días, Carina,
      Si, es una gran enseñanza que nos concede Takahashi Sensei a través de su poema.
      Gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails