Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

domingo, 22 de maio de 2011

Imunidade, Meditação e Shin-Kokyu























Os estudos da atuação do sistema nervoso sobre o sistema imunológico e do estresse sobre a nossa capacidade de defesa orgânica são feitos desde a década de 70 por renomados pesquisadores, sendo demonstrado a importância do conhecimento da atuação do sistema nervoso autônomo (ou neurovegetativo) sobre a imunidade atraves de seus plexos.

Lendo os tratados antigos sobre a Medicina no Oriente, encontraremos relatos sobre os mesmos quadros; além da descrição de métodos para a melhora da qualidade de vida do indivíduo. Veremos que são relatos muito similares aos observados hoje em dia, o que prova que a fisiologia humana já era muito estudada e conhecida naquela época.

Muito interessante é que os métodos eram introduzidos como sugestões aos indivíduos, como se fosse um convite a manter sua boa saúde e a não viver no limite; pois este limite significa estar à beira do desequilibrio, deixando a porta aberta para distúrbios físicos.

Entre outros fatos, observamos a utilização da respiração como mecanismo auxiliar a estas técnicas de atuação, porem este trabalho não deve ser feito de maneira empírica; se faz necessário o conhecimento da técnica e de sua atuação sobre cada uma das possiveis variantes e caracteristicas biológicas de cada individuo. Em muitas Escolas esta formação (ou trainning) leva de quatro a sete anos, com supervisão. Este trainning é para que o terapeuta seja harmonizado e realmente transformado; com isto se torna um agente de transformação.

O sistema Tanden, trino conforme a visão sino-japonesa, tem uma correlação com glândulas e plexos correlatos: suprarrenais, timo e hipófise. Como este sistema autônomo não é passível de ser controlado pela mente, sempre foram muito utilizadas técnicas de respiração (indicadas para cada caso), conforme demonstram diversos autores.

Foi demonstrada a atuação sobre a e da musculatura diafragmática, porem existe o conceito da existencia de “outros diafragmas menores”, cuja importância não pode ser neglicenciada. Toda atenção e cuidado tem de ser dada a atuação diafragmática, não podendo ter uma ação intempestiva e precipitada.

Muitas Escolas recomendam começarmos pela troca de hábitos, pouco a pouco instituindo hábitos que vão melhorarando a condição física; neste caso introduzindo a meditação e o hábito da respiração (Kokyu ou Shin-Kokyu). Com o Shin-Kokyu e a integração dos Tanden, podemos levar a uma estabilidade dos plexos que atuam sobre as regiões em questão; em certos casos, até mesmo em sintomas. Isto é apenas um método acessório, um começo e não um tratamento; porem pode haver uma melhora na condição, recomendam que seja feito de uma maneira suave e sem pressa.

A meditação e o Shin-Kokyu, com a pratica do Tada Ima, nos leva a uma melhora; mas não é imediata. Observar os periodos de sono, de repouso e pausa para alimentações, tambem; devemos observar e respeitar nossos ritmos biológicos. Muitas das sugestões do Zen tem relação com estes ritmos biológicos e por isso seja aquilo que faz no momento; e fazer o que o organismo pede: “ tem fome,coma; tem sono, durma”.

Todas estas sugestões podem ser praticadas no dia a dia, não sendo necessário o afastamento de nossas atividades cotidianas. Seria interessante lerem os outros artigos sobre Shin-Kokyu, Kokyu, Ki, Ritmos Biológicos, Mushin, meditação e Tada Ima, para fazer a conexão entre eles.

Boa Prática e tenham uma boa semana.

Oss.

Baseado em livros de Medicina Chinesa, de Zen, de Técnicas Respiratórias Orientais.

Um comentário:

  1. Buenas tardes Ricardo,

    Muchas gracias por compartir este instructivo artículo sobre la respiración y la meditación
    un abrazo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails