Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

segunda-feira, 7 de março de 2011

Não-Dual por Seng Ts’an























Transcrevo alguns trechos do terceiro Patriarca do Ch’na (Zen) na China, seu mestre foi discípulo de Bodhiharma. Os ensinamentos deste mestre, também são citados nos ensinamentos de Inoue Sensei.

“No grande reino do Ser verdadeiro,
Não existe "outro" nem "eu";
Quando uma identificação direta é necessária,
Só podemos dizer: "não dois".

Sendo “não dois”, tudo é o mesmo;
Tudo o que se é, está compreendido nele.
O sábio estando em todas as Dez Mil Coisas
Entra nesta mesma Consciência Absoluta.

Esta Consciência Absoluta está além do movimento e repouso;
Um instante é dez mil anos.
Não importa como as coisas são considerados como sendo ou não sendo,
Ela é manifestada em todos os lugares antes de você.

... Um em tudo,
Tudo em Um
Se apenas isso é entendido,
Não mais se preocupe com o seu não-ser perfeito!”
(.........)
“Quando nenhuma ofensa é oferecida por eles, há a não-existencia;
Quando a mente não é perturbada, há a não-mente.
O assunto se silencia assim como o objeto cessa;
O objeto cessa assim como o assunto silencia.
Objeto é objeto para o assunto Assunto é assunto para o objeto
Saiba que a relatividade dos dois
Repousa em última instância, na unidade do Vazio.

Na unidade do Vazio, os dois são um,
E cada um dos dois contém em si todas as dez mil coisas.
Quando não há distinção entre este e aquele,
Como pode uma visão unilateral e preconceituosa surgir?”
(....)

“O mais elevado dos Caminhos não requer nada difícil.”

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em artigos sobre o Zen, de D. T. Suzuki e ensinamentos de Inoue Sensei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails