Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Hagakure e O Caminho do Samurai


Hagakure (À Sombra das Folhas ou Folha Escondidas) ou Hagakure Kikigaki, foi e é considerado  como um guia prático e espiritual para os Bushii e Samurai. É uma obra literária composta por cerca de 1.300 histórias, com mais de 13 mil sentenças, divididas em 11 capítulos. Estes capítulos são precedidos por uma introdução denominada "Uma conversa Tranquila ao Crepúsculo".

Estudiosos da Tradição, afirma que este seria a coletânea das conversas, finalizada no ano de 1716, por Yamamoto Tsunetomo, Samurai vassalo do Clã Nabeshima(atual província de Saga), com um jovem escriba que ia visitá-lo regularmente, Tashiro Tsuramoto. Conta-se que o jovem teria compilado todas as conversas, por um período que perdurou por 7 anos (1709-1716).

Este Clã, do inicio de século XVI, da Ilha de Kyushu, possuiam o título de Daimyo de Saga e a posse do Castelo de Saga. Eram detentores da tecnologia de uma cerâmica requintada, que leva o nome deste Clã.

Yamamoto Tsunetomo, passa a servir ao Clã Nabeshima desde muito jovem, aos 9 anos de idade, e por volta dos trinta anos de idade, tem dois encontros marcantes em sua vida. O primeiro seria com o monge superior Tannen, que abandona o seu cargo num mosteiro, por não concordar com a condenação de um monge que ali estudava, pelo Daimyo. 

O segundo episódio foi quando o conselheiro sábio confuncionista Ishida Ittei, também se opõe ao Daimyo e foi exilado, mostrando grande coragem. Com a morte do Daymio e com a promulgação da interdição de cometer Seppuku pelo Shogun Tokugawa, Yamamoto torna-se monge e vai morar numa pequena e modesta cabana no meio da mata. Passou a chamar-se Jocho Yamamoto.

A frase célebre desta obra é “Descobri que O Caminho do Samurai reside na morte”, pois o objetivo era cumprir a missão designada sem se preocupar com sua vida. O vassalo, em sua visão, deve se preparar seu coração para morrer enquanto serve ao seu senhor, servindo-o seja na vida como na morte; se assim não for, sua vida e morte foram sem honra.

Nos dois primeiros capítulos ou volumes, encontramos os preceitos do samurai, nos três seguintes relatos sobre a glória dos fundadores do Clã Nabeshima e de seu Daimyos. Os seis capítulos finais apresentam a história da Provínciua de Saga, os grandes feitos de seus vassalos, os feitos e fatos de Samurai de outros Clãs, além de outras história.

No Hagakure, encontramos a menção de que todo Samurai deve saber que toda ação que é planejada com muita antecedência, está fadada ao fracasso. Todo Bushi deve saber tomar uma decisão assim que a situação se apresenta, “antes de respirar sete vezes”.

Todo Samurai devia consultar e estudar esta  obra, prender todos os seus deveres, norma de etiqueta e convivência, saber como harmonizar os principios do Bushido e Zen (que ambos estão presentes ao mesmo tempo), a importância da Cerimônia do Chá, os treinamentos marciais, as estratégias militares,  a moral,etc...

Durante quase 150 anos, esta obra foi quase exclusiva do Clã Nabeshima; os estudiosos afirmam que só se tem conhecimento de cópias, mas se desconhece o destino dos escritos originais. Na Era Meiji, começa a ser descoberta pelo público, tendo seu ápice por volta dos anos de 1930, para cair no esquecimento após 1945.

Bom Fim de Semana

Oss.

Baseado em obras e artigos sobre a cultura Samurai.

2 comentários:

  1. Buenas noches Ricardo,
    Muchas gracias por compartir este artículo que me recuerda a la película Ghost Dog, un asesino a sueldo que sigue estrictamente el código del samurai escrito en los preceptos del Hagakure.
    un abrazo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buenas Noches, Carina,
      Muchos articulos citan esta película, debe ser muy interesante.
      Gracias por tu comentário.
      Abrazo.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails