Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sábado, 18 de dezembro de 2010

Clã Ii: Samurais Demônios Vermelhos















Este famoso Clã Samurai (de Hinoke, província de Omi, atual Shiga) tinha como marca a cor vermelha em todas as suas vestimentas de batalha, tanto os Samurais como os Ashigarus (infantes). Era um vermelho brilhante de laca japonesa. Até mesmo seus cavalos usavam os apetrechos pintados de vermelho.
Quase extintos pelos Imagawa (de quem eram vassalos), no século XVI, que assassinaram todos os descendentes exceto o bebê Naomasa, que foi escondido por uma tia que era monja em um templo budista. 

Aos 15 anos, em 1576, salvou a vida do famoso Ieyasu Tokugawa e assim se destacou na corte. Após vários êxitos nos campos de batalha, Tokugawa concedeu à Ii Naomasa muitos campos de arroz e muitos dos antigos seguidores de Takeda Shingen (que agora faziam parte dos exércitos de Ieyasu). 

Por sugestão de seu senhor, Naomasa veste seus guerreiros de vermelho em homenagem Yamagata Masakage ( irmão de Obu Toramasa, um dos 24 generais dos Takedas) que vestia seus Samurais com esta cor na armadura.

Com os Ii passaram a surgir os bravos guerreiros, chamados de “Demônios Vermelhos Ii” tanto os Kamon como os sashimonos (bandeiras individuais dos Samurais) eram vermelhos com o caractere “i” em dourado.

Este Clã Samurai foi de extrema lealdade aos Shoguns da família Tokugawa por séculos, demonstrando extrema bravura em todas as batalhas, sem nunca recuar. Outro Ii famoso foi o Samurai Ii Nakaota, por volta doa anos 1615. Os Demônios Vermelhos Ii eram especialistas em sitiar e capturar castelos.

Sempre conhecidos por sua tradição de lealdade aos Tokugawas, o último Ii conhecido foi Naosuke. Assassinado em 1860, pela corrente patriótica, que era contrária a abertura dos portos aos extrangeiros e ao Xogunato. Naosuke, que era ministro, teve seu cortejo atacado e sua cabeça decapitada.

A coleção de armaduras vermelhas, ainda está exposta no Castelo de Hikone, Prefeitura de Shiga. Este castelo foi construído pelo filho mais velho de Naomasa, Naokatsu (irmão de Nakaota) em 1603.

Bom fim de semana.

Oss.

Baseado em livros de Stephen Turnbull, artigos sobre Hikone e os Ii.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails