Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ma Tsu e Inoue Sensei: Maestria

























Nada mais comum dentro da visão Zen, um verdadeiro Mestre reconhecer outro Mestre quando está na presença deste. Na maioria das vezes, o Mestre mais velho (não necessariamente pela idade), após determinado tempo, aconselha o outro a fazer sua própria trilha. O Mestre mais velho já viu que o mais novo não tem nada a mais a aprender com ele; o Mestre novato já demonstrou o seu despertar.

Este fato foi muito bem observado quando o Grande Mestre Ma-tsu Tao (ou Mestre Baso) ao encontrar seu professor, Nan-yueh Huai-jang (ou Mestre Nangaku ou Mestre Ejô), um dos herdeiros do Sexto Patriarca Hui Neng (ou Mestre Enô).

Ma Tsu passava o dia todo, todos os dia, sentado meditando em um templo. Huai Jang ouvindo sobre este jovem e ele foi ao templo de Ch'uan Fa em Dembo-in, observá-lo. Ao chegar lá, o velho Mestre percebeu que o jovem era um vaso (ou barca) do Dharma; porem este passava os dias estudando e praticando a forma da posição da meditação sentada, pois queria ser igual a uma estátua de Buda. Acreditava ele (como a maioria das pessoas) que através da forma alcançaria a Budeidade (a Maestria).

"Grande digno, o que você está visando na meditação sentada?", perguntou o Mestre ao jovem. 

Ma Tsu respondeu: "Eu pretendo ser um Buda." 
Jang então pegou um tijolo e começou a esfregar-lo sobre uma pedra em frente da ermida; Ma Tsu perguntou o que ele estava fazendo esfregando o tijolo.
Mestre Jang disse que fazia um espelho e o novato perguntou como podia se fazer um espelho polindo o tijolo.
Jang disse: “ Se esfregar um tijolo na pedra não faz um espelho, como a forma da meditação sentada o torna um Buda? "


Ma Tsu ficou perplexo, pois sempre achava que o certo era copiar a forma e perguntou o que é o correto; ansiando alcançar logo a Iluminação. O velho Mestre rindo, disse: "No caso do boi que puxa a carroça, se a carroça não se move, seria correto bater nela ou bater no boi ?" Ma Tsu ficou sem resposta.
Explicou o velho Mestre:"Insistir na forma da meditação sentada é o mesmo que matar o próprio Buda. Você deve saber que o Zen nada tem a ver com sentar, nem deitar-se. O Buda não tem forma fixa, não existe forma fixa, ele não compreende diferenças. Dharma é não ter uma morada única logo não existe uma posição correta e outra que não seja. Se mantivermos sempre o Zazen e nos apegarmos a forma nunca chegaremos a essência do Zen. No Reino das coisas transitórias não se deve nem compreender nem rejeitar. O Do não tem cor ou forma; só o olho da realidade da mente é pode ver o Do. ”

Ma Tsu serviu ao mestre por dez anos, a cada dia mais próximo do santuário interior. Huai Jang tinha seis alunos, mas ele disse que era Ma Tsu que percebeu seu "coração".

Ma Tsu passou a ensinar aos seus discípulos que "o Do não tem nada a ver com a disciplina". Passou a apontar a Essência da Realidade. Encontramos esta mesma linha de ensinamento com Inoue Sensei. Então podemos compreender quando Mestre Takeda disse a Inoue Sensei: “Eu vejo. Siga o seu próprio Caminho”. Neste instante, um Mestre reconheceu ao outro. Ambos estavam no mesmo “ambiente da Consciência”.

Boa Reflexão.

Oss.

Baseado em artigos sobre Ma Tsu, Osho e Inoue Sensei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails