Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

domingo, 26 de setembro de 2010

Takeda Shingen


Seguindo a tradição dos Clãs Samurai que apresentam relação com o Clã dos Inoue por descendência dos Minamotos e dos Seiwa, falaremos um pouco do grande estrategista Daimyo Takeda Shingen. O Clã dos Takeda também descende dos Seiwa como os Inoue.

Denominado Tigre de Kai, nasceu nesta província em 1521. Primogênito, auxiliava seu pai Takeda Nobutora na administração e outros deveres. Seu pai, temendo a influência política do filho, tenta substituí-lo pelo segundo filho; a trama não dá certo e Shingen aprisiona o pai com a aliança do Clã Iwagana (onde fica exilado). 


Shingen se mostra grande administrador alem de excelente estrategista militar, pois estudou a fundo “ A Arte da Guerra” de Sun Tzu. O estandarte dos Takedas encontramos o Fü-Rin-Ka-Zan (Vento, Floresta,Fogo, Montanha).

Começa a conquista territorial, visando dominar o Japão, primeiro contra os Daimyos de Shihano. Encontra o seu grande rival, Uesugi Kenshin, oDragão de Echigo. Após várias batalhas e embates ambos fazem uma paz em separado.

Em 1572, teremos 3 Daimyos disputando a conquita de Quioto (quem a conquistar, conquista o Japão): Takeda Shingen, Tokugawa Ieyasu e Oda Nobunaga. Após romperem uma aliança com os Takedas, Tokugawa se alia a Oda; ambos sabem que Shingen e seus generais são os únicos capazes de derrotá-los. O exército de Takeda era tido com invencível graças ao treinamento individual e tático.

Devido à doença ou ferimento de guerra, morre em seu acampamento militar em 1973, após ter vencido os exércitos inimigos em uma batalha. Seu quarto filho, Katsuyori assume o comando militar do Clã (já que o primeiro tinha morrido).

Takeda Katsuyori, muito orgulhoso, abandona todas as prudências e táticas militares do pai e parte para um combate frontal diurno contra os exércitos inimigos, que tinha supremacia de armas de fogo. Shingen combatia a noite para poder ver a luz do estopim do arcabuz quando este era acesso, para abater o inimigo com as flechas e, também, para não ter sua movimentação visualizada.

Katsuyori ignorou o básico, a despeito dos conselhos dos generais, e teve o seu exército e Clã totalmente destroçados. Seus generais, Hatamotos, Samurai e Bushi mostraram um grande senso de Bushido em avançar conforme o atual Daimyo ordenou, mesmo cientes do desastre.

Shingen deixa marcos no Japão feudal, pois vários Daimyos usam o seu sistema de leis, sistema tributário entre outros legados. Outro dia falaremos das estratégias de Takeda Shingen.

Boa Semana.

Oss.

Baseado em artigos sobre Takeda Shingen, explicações de Salim Shihan, assim como pode ser visto o filme Kagemuha de Akira Korusawa que ambienta a época e é sobre o trágico de Shingen e seu exército.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails