Esta Arte Marcial tem por característica resgatar toda Tradição Marcial dos primórdios da civilização japonesa, quando o homem vivia perfeitamente integrado consigo mesmo e com o Universo. Neste conceito, através do treinamento captamos a energia do Grande Universo e depois passamos a utilizá-la, tendo o centro do corpo como área de difusão. Através da consciência do fluxo de energia tudo é possível e podemos esquecer o uso da força física. Com a meditação, esvaziamos a mente e com a prática do Shin’ei Taido também.

Com a mente e o interior pacificados, não há medo, nem raiva, nem angústia nem pânico; saímos das emoções e dos pensamentos. Se considerarmos isto como objetos do aprisionamento humano, entramos na dimensão da Consciencia, aonde nos conduz o Shin’ei Taido. Tanto homens, mulheres, pessoas de todas as idades podem se integrar nesta prática saudável.

Seguidores

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Inoue: um Clã Samurai


A primeira referencia que encontramos do Clã Inoue, após a fundação do Clã por Minamoto no Mitsusane nos meados doPeriodo Heian, data do inicio do século 15, com Inoue Kawachi-no-Kami Mitsukane. 

Sabemos esta família é um Clã Fudai Daimyo ramo Samurai do Clã Seiwa. O termo Kawachi-no Kami passou por gerações como título honorífico. O centro da família originou-se em Shihano, com ramificações em Aki (atual Hiroshima) e Mikawa.

O Clã era originalmente de cavaleiros arqueiros (yabusame) mas sabemos que com a introdução das armas de fogo (mosquetes) pelos portugueses, esta modalidade passou a ser utilizada para o desenvolvimento pessoal do Samurai. O título honorífico de Kawachi-no-Kami traz o conceito de excelência em táticas de esquivas e de combate com katana.

Fica muito clara esta tradição Samurai da família Inoue, quando Inoue Sensei nos fala do conceito do Yamato Damashii e do conceito de Iki. Em outra passagem, quando perguntado em uma entrevista de que escolas derivou o seu estilo de Katana, ele afirma que seu estilo vinha do aprendizado familiar.
A última vez que um Inoue portou o título honorífico de Kawachi-no-Kami foi em 1868, data que marca o término do período feudal no Japão e dá inicio a Restauração Meiji. 

 Os antigos Daimyos (Senhores dos Clãs Samurai) se transformaram em administradores e ocuparam lugares importantes na sociedade japonesa e na administração pública imperial; o período de Xogunato tinha terminado.

Vemos que os Inoue mantiveram a tradição das Artes Marciais do Koryu viva nos tempos modernos, seja se dedicando ao treinamento das técnicas, seja financiando associações desportivas como a Kobukan , entre outras.

Bom treinamento e bom fim de semana.

Oss.

Baseado em entrevistas de Inoue Sensei e artigos de genealogia dos clãs Samurai dos tempos feudais no Japão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails